Usuário:  Senha:  
 
  home / associados / premiações / dicionário / quem somos / associe-se / legislação / fale conosco   
 
 
 
Vinho & Saúde / Vinho tinto ajuda a combater mal no pulmão

Dados Estatísticos
Produção de Uvas
Comercialização de Vinhos
e Derivados
Importação de Vinhos e
Espumantes

Sites Interessantes
Embrapa Uva e Vinho
CEFET
Ministério do
Desenvolvimento
CONAB
Receita Federal
Ministério da Agricultura,
 Pecuária e Abastecimento
Organização Internacional
 da Uva e do Vinho

Consórcio de Exportação
Associação Brasileira
 de Enologia


Uma substância química presente no vinho tinto, o resveratrol, ajuda a combater a inflamação do pulmão, de acordo com pesquisadores do Instituto Nacional do Coração e do Pulmão do Imperial College, em Londres.

Em artigo publicado na revista médica Thorax, os cientistas afirmam que o resveratrol se mostrou mais eficiente do que remédios comuns no combate à doença da obstrução crônica do pulmão (COPD, na sigla em inglês) - caracterizada pela inflamação do órgão.

Mesmo com a descoberta, especialistas afirmam que a melhor maneira de impedir danos nos pulmões é não fumar. O fumo é a principal causa da COPD, que é irreversível e progressiva.

Os portadores da COPD têm os pulmões deteriorados, o que dificulta - e, eventualmente, impossibilita - a respiração. Os tratamentos existentes contra a inflamação do pulmão servem apenas para aliviar os sintomas.

Antioxidante

O resveratrol é um antioxidante encontrado na pele de frutas vermelhas, como as uvas, e é considerado o ingrediente mais benéfico do vinho tinto.

Estudos anteriores já indicaram que a bebida ajuda a prevenir câncer, protege contra problemas cardíacos e auxilia o funcionamento do cérebro.

A nova pesquisa, do instituto do Imperial College, se concentrou na análise de macrófagos, células que produzem proteínas chamadas citocinas.

Em pacientes com a COPD, a produção de citocinas no pulmão é muito grande e isso causa a inflamação do órgão.

Amostras

Os pesquisadores observaram amostras de macrófagos tiradas de amostras de fluidos de pulmões de 15 fumantes e 15 pacientes com COPD.

Em seguida, os cientistas ativaram as células com uma substância química chamada interleukin ou com a fumaça de cigarros, antes de acrescentar o resveratrol.

Ao final dos testes, os pesquisadores concluíram que a substância presente no vinho tinto reduziu pela metade a quantidade produzida de interleukin.

O resveratrol reduziu a produção de uma citocina em particular, o interleukin-8, em 94% nos macrófagos dos fumantes e em 88% nas células dos pacientes com COPD.

Os portadores de COPD possuem uma quantidade cerca de cinco vezes maior de interleukin-8 do que os fumantes.

Os pesquisadores afirmam que mais pesquisas precisam ser realizadas para que se possa descobrir a quantidade de resveratrol que chega aos tecidos do pulmão.

Fumo

"O vinho tinto já foi relacionado à proteção contra doenças cardíacas e mais pesquisas são necessárias para se avaliar o papel (da bebida) no alívio dos sintomas da doença crônica do pulmão", disse John Harvey, da Sociedade Torácica Britânica.

"Parece que beber vinho tinto com moderação, como parte de uma dieta saudável e balanceada, pode reduzir a inflamação do pulmão."

"Há também um corpo crescente de evidências de que a boa nutrição combinada com exercícios dentro de um programa de reabilitação pulmonar pode aumentar a qualidade de vida das pessoas com doença crônica do pulmão e reduzir os ataques que ameaçam a vida."

"No entanto, o jeito mais importante de realmente impedir danos no pulmão é desistir de fumar", concluiu Harvey.

Fonte: http://www.bbc.co.uk/portuguese/ciencia/story/2003/10/031028_vinhodi.shtml

 
     
  [ by Alvo Global - Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados ]