Usuário:  Senha:  
 
  home / associados / premiações / dicionário / quem somos / associe-se / legislação / fale conosco   
 
 
 
Vinho & Saúde / O vinho ajuda na prevenção de doenças da terceira idade

Dados Estatísticos
Produção de Uvas
Comercialização de Vinhos
e Derivados
Importação de Vinhos e
Espumantes

Sites Interessantes
Embrapa Uva e Vinho
CEFET
Ministério do
Desenvolvimento
CONAB
Receita Federal
Ministério da Agricultura,
 Pecuária e Abastecimento
Organização Internacional
 da Uva e do Vinho

Consórcio de Exportação
Associação Brasileira
 de Enologia


Segundo o Chefe de Hematologia do Hospital de San Millán (La Rioja), Dr. Joaquim Lasierra, o vinho é um alimento que ajuda na prevenção do alzheimer.

Assim mesmo, um novo estudo japonês encabeçado pelo Dr. Michiratsu Sato , membro do Instituto de Enologia e Viticultura da Universidade Yamanashi (Japão), descobriu compostos no vinho que inibem uma enzima envolvida no aparecimento desta enfermidade.

Os últimos estudos realizados sobre vinho e saúde revelam que o vinho ajuda na prevenção de doenças como o alzheimer e doenças cardiovasculares. A partir de certa idade, os indivíduos são mais propensos a adoecer de infarto do miocárdio, trombose venosa e câncer. Segundo as últimas pesquisas a respeito, o vinho ajuda na prevenção de determinados tipos de enfermidades, sobre tudo as que afetam os idosos.

Segundo afirma o Dr. Lasierra, Chefe de Hematologia do Hospital San Millán (La Rioja), o vinho é considerado como alimento e, se consumido em quantidades moderadas, tem efeitos benéficos em diferentes situações clínicas e patológicas, tais como as cardíacas, a demência da velhice e o mal de alzheimer.

O vinho tem mais de 200 substâncias ativas como metais, íons e vitaminas. A mais pesquisada foi uma substância fenólica que trás benefícios aos portadores de arteriosclerose e colesterol, que se encontra principalmente no vinho tinto. É o transrevesterol, que é como um antibiótico produzido pela própria videira no momento da maturação, para não ser afetada por um fungo que a destruiria nesta época. Também foram detectados os efeitos positivos do vinho para a trombose, pois evita que as plaquetas se agreguem, diminuindo os infartos agudos de miocárdio.

Segundo os especialistas sobre o assunto, o consumo moderado do vinho nos trás longevidade. A Organização Mundial da Saúde – OMS aconselha consumir três taças de vinho ao dia, sempre durante as refeições. O vinho é um alimento e por isso deve ser degustado e tomado com moderação, principalmente se levarmos em conta suas propriedades e efeitos benéficos para a saúde.

Outra Pesquisa Interessante

Um novo estudo da Universidade de Ohio avalia os efeitos cardiovasculares do vinho.

Pela primeira vez foi estudado o efeito do vinho diretamente sobre as células cardíacas, comprovando-se sua capacidade para prevenir a fibrose, que afeta as pessoas hipertensas e com falhas cardíacas.

Outro estudo da Universidade de Ohio, avalia os efeitos cardiosaudáveis do vinho, especificamente do antioxidante revesratrol .

Já são conhecidos os efeitos do revesratrol na prevenção dos coágulos sanguíneos e na redução do colesterol. No entanto, neste estudo, foram pesquisados pela primeira vez seus efeitos diretamente sobre as células cardíacas e se comprovou sua capacidade de prevenir a fibrose, uma condição que acontece com pessoas hipertensas e com problemas cardíacos, onde é ativada uma produção excessiva de colágeno no coração, fazendo com que ele perca a capacidade de bombear sangue de forma eficiente.

O revesratrol, ao qual também se atribuem propriedades anti-cancerígenas, se encontra em maior concentração nas uvas tintas, mostos e no vinho tinto.

Referências Bibliográficas:

(1) Estudo publicado em “Bioscience, Biotechnology and Biochemistry” (vol. 67 pp 380-382).

(2) Estudo publicado no American Journal of Physiology-Heart and Circulatory Phisiology (dezembro/2004). Estudo respaldado pela Associação Americada do Coração e pelo Centro de Desenvolvimento e Investigação Agrícola do Ohio.

Informação difundida pela FIVIN – Fundação para a Investigação do Vinho e Nutrição.

Fonte: La Semana Vitivinícola – Revista Técnica de Interes Permanente nº 3056, de 05/03/05.

 
     
  [ by Alvo Global - Copyright © 2009 - Todos os direitos reservados ]